top of page

Já foi o tempo em que jogos eletrônicos eram apenas joguinhos.

Atualizado: 13 de jan. de 2023


Quem é nascido na década de 1980 certamente se lembra dos pais falando que videogame era perigoso e estragava o aparelho de televisão. Mas o jogo virou!


Com a evolução da tecnologia e o entendimento desse tipo de entretenimento, os jogos eletrônicos ganharam gráficos cada vez melhores e mais realistas, e a usabilidade, interatividade e possibilidade de se jogar online dos consoles só aumentaram o mercado e o número de adeptos, tornando-se uma modalidade esportiva, com profissionais treinados, patrocínio e campeonatos milionários.


Atualmente, o e-sports abarca uma série de jogos que não necessariamente estão ligados à temática dos esportes, mas que possibilitam a competição. Alguns dos principais jogos são CS Go, Rainbow 6, LOL e Fifa.





Como era de se esperar, o mercado de E-Sports

é bilionário e, em 2021, movimentou quase 175 bilhões de dólares, entre venda de equipamentos e jogos, patrocínios, acessórios e vestuário, venda de ingressos e mídia.





A audiência da modalidade também é impressionante. Para se ter uma ideia, o Brasil

tem um público enorme que acompanha os campeonatos, com cerca de 30 milhões de espectadores. Esse número é tão expressivo

que gigantes da comunicação, como ESPN

e SporTV, transmitem alguns dos principais

campeonatos mundiais.




Para as marcas, é uma grande oportunidade para se associarem a um mercado que tem legiões de fãs dispostos a consumir todo tipo de conteúdo e produto que envolvam a temática, e elas não estão poupando esforços, nem investimentos, para entrar no jogo.



A forma de participar no mercado varia de acordo com os objetivos de cada marca. Muitas delas apostam em criar seus próprios times de treinamento, como é o caso da Vivo, BMW, Nike, além de clubes de futebol, como o Flamengo, Santos e Corinthians.






Outras empresas patrocinam ou criam eventos próprios, tendo a oportunidade de comunicar seus valores com um público que só cresce.

É o caso do Itaú, Mercedes-Benz, Dell e da Coca-Cola.





Outra forma de elas marcarem presença neste mercado tão pungente é patrocinando atletas e influencers, que geram conteúdos focados nas temáticas e impulsionam ainda mais os negócios nesse mercado. Independente da forma, o retorno e a visibilidade são muito atraentes e justificam as cifras.




E sua marca, já está pronta pra entrar no jogo com o mercado de E-sports?

Porque ele chegou com todo o gás e não está pra brincadeira não.



A Mútua está sempre buscando novidades

pra trazer mais conteúdo pra você voar.


@mutuacursos

Bora evoluir juntos? ;)

Navegue no nosso blog e inscreva-se na nossa newsletter.

Conheça nossos Cursos Livres >>>

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page