top of page

Será que o que você sabe, você realmente sabe?

Atualizado: 13 de jan. de 2023


Quem acompanha a gente nas nossas redes sabe que a gente acredita que o conhecimento não se guarda e incentiva todo mundo a compartilhar. Mas sabia que você pode e até deveria fazer a gestão do seu conhecimento para poder crescer?


Antes de aprofundar na gestão do conhecimento, primeiro a gente precisa falar sobre informação e conhecimento e a diferença entre eles. Informação é a base para o conhecimento. É aquilo que temos à disposição para transformar em conhecimento. Já o conhecimento é a informação útil, selecionada e que somos capazes de aplicar nas situações que vivenciamos.


Pode-se dizer que ele é a capacidade de compreensão e de aplicação de uma informação e que, portanto, tem relação direta com a prática.


Quando conseguimos transformar uma informação em conhecimento, começamos a criar o alicerce para que a gente cresça. O passo seguinte é perguntar: o que me falta para chegar lá? Nesse ponto, temos que nos valer da honestidade com a gente mesmo e reconhecer o que ainda nos falta conhecer para chegarmos ao nosso objetivo. A partir daí começa a gestão do conhecimento.

Gerir algo é a arte de administrar. Nessa linha, a gente tem que saber trabalhar com o conhecimento que temos e ir em busca daquilo que nos falta. E mais do que isso, estar atento às mudanças. Ela tem acontecido rapidamente, a todo instante algo que estava no auge perde espaço para outro melhorado. Então, gerir o conhecimento é estar atento ao novo e se permitir reciclar as práticas antigas e que davam certo antes, mas que estão sendo substituídas.


Um modelo usado na gestão do conhecimento é o “Seek, sense and share”, criado por Tim Clark. Neste modelo, o primeiro passo é “buscar” (seek), que é justamente reconhecer as informações que temos e buscar aquilo que ainda nos falta. Com elas em mãos, devemos “criar valor” (sense) e analisar o que reunimos para gerarmos conhecimento e aplicarmos nas situações que estamos vivenciando. Depois que já testamos, vimos que o conhecimento se consolidou, o ideal é “compartilhar” (share) com as pessoas de interesse, para que elas contribuam na construção de novos conhecimentos que vão ajudar a todos.


É importante entender que esse é um modelo cíclico, que devemos revisitar e refazer sempre que acharmos necessário para crescer. Claro que esse modelo foi criado para a gestão do conhecimento na esfera profissional, mas ele é simples o suficiente para aplicarmos em qualquer área da nossa vida.



Esperamos que esse artigo possa ajudar você a aplicar e voar.






Crescer junto faz muito mais sentido.

Mútua Cursos.


*****************************


@mutuacursos


Bora evoluir juntos? ;)

Navegue no nosso blog e inscreva-se na nossa newsletter.


Conheça nossos Cursos Livres >>>

596 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page